Vamos falar sobre Gênero na Moda

by - maio 10, 2018

moda-genderless.jpg

Os meios de comunicação, desde o início, vendem a Moda como um dos principais meios de se expressar e criar sua própria identidade. Querendo ou não, passa-se para a sociedade o que somos pelo o nosso jeito de vestir, combinando acessórios e atitude. 

Quando se fala de Moda, acrescenta-se respeito e identidade. Isso será discutido a seguir, debatendo o porquê da existência de um gênero na roupa, na cor e quebra-lo.

Em um outro olhar, a Moda é uma manifestação artística das mudanças sociais. Com essa afirmação, a Moda está justamente nas relações do cotidiano das pessoas: “o sentido da Moda está nas vivências, nas representações e naquilo que orienta a relação das pessoas com as roupas, aprovando e desaprovando, emitindo juízos de valor” (Ibid, 1998).

Devido à sua natureza efêmera, a Moda tem a necessidade de se renovar constantemente, assim acompanhando a globalização e o avanço da sociedade. Com isso, a Moda de se apresenta como um dos exemplos principais das técnicas do mercado de consumo contemporâneo de atrair clientes.


Me siga nas Redes Sociais: 
Instagram | @natsapienza 
Pinterest | Natalia Sapienza 
Facebook |  @nat.sapienza 


Roupas, calçados, acessórios, penteados, maquiagens, etc, se tornam um conjunto de elementos que são entendidos como parte de um estilo em que carregam valores simbólicos onde identificam-se com um grupo social em particular. Os conjuntos se juntam, formando grupos com membros e características parecidas. Identificar-se com algo é uma questão fundamental para a sociedade. A autoafirmação é uma necessidade do ser humano, com isso, a imagem assume importância especial, pois permite exibir sinais da identidade social, mostrando que pertence a um determinado grupo, definindo assim uma identidade visual.

É importante deixar claro que não é possível enquadrar padrões em determinados grupos sociais. Nos meados dos anos 50, o fluxo da Moda era no sentido de classes sociais e da alta-costura em direção às ruas. Já nos anos seguintes, quem se torna a referência é o jovem, onde o fluxo vira, a inspiração vem da rua.

marca-pangea-roupa-sem-genero.jpg


Indiferente da classe social, podemos perceber que, o que mais separa o mercado da Moda é o gênero. Com essa separação, devia-se perguntar: a diferença de gênero é crucial para a definição de papéis tanto na produção quanto no consumo de Moda?

Nos desfiles de moda, pode-se ver claramente uma divisão da Moda masculina e da Moda feminina, sendo que alguns estilistas chegam a ser reconhecidos através de suas criações para um gênero específico. Além dos desfiles, tiram-se referências de Moda através dos manuais, conhecidos como revistas de Moda. No Brasil, os manuais também têm essa divisão de gênero, sendo revistas femininas e masculinas, com editoriais de Moda dirigidos exclusivamente para esse público. A Moda, basicamente, resume-se em distinção de caráter universal e inquestionável entre gêneros. Essas divisões surgem independente da classe social.

No Brasil, o mercado de Moda Genderless está em grande expansão, assim como em todo o mundo nos últimos anos, devido a conscientização da população com a diversidade de gênero pelas informações que recebem via internet, filmes, novelas, etc. Com a constante mudança do mundo, a Moda acompanha o ritmo passando por diversas transições durante os anos.

Para continuar lendo sobre "Gênero na Moda", acesse o link a baixo ⬇ 

Vamos Falar sobre Gênero na Moda: Gabrielle Channel a grande influenciadora para o estilo genderless 


Para você é necessário ter a divisão de gênero na roupa? Quando você entra em lojas, procura a sessão exclusiva para o seu gênero ou ver essa divisão te incomoda? Conta para mim um pouco sobre o que você acha desses papéis aplicados à moda e na sociedade! 
    
Se esse post foi útil para você, não esqueça de compartilhar ele nas tuas redes sociais e marcar os amigos :D Assim, podemos gerar informações novas todos juntos ♥ 
Instagram: @natsapienza | Pinterest: Natalia Sapienza | Facebook: @nat.sapienza 



      

You May Also Like

30 comentários

  1. Excelente post, com um bom assunto.
    Abordou de uma maneira simples e pratica. Amei
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você você gostou Jenny (:
      Espero você em outros assuntos.

      Excluir
  2. Adorei como você soube abordar tão bem um assunto ainda bem discutido. Eu não gosto dessa divisão de gênero, tanto que, quando entro numa loja, ando por todo canto e acabo gostando muitos das blusas masculinas. Nunca gostei de ser conhecida por aquilo que visto.

    Antigamente, fazia questão de usar preto para que as pessoas soubessem que gosto de rock. Hoje, se me olham na rua, com sapatilha e toda menininha, generalizam, pensando que sou mais uma que gosta de rosa e afins. Hahahhahha

    Gostei mesmo do teu post ♡
    www.johanymedeirosutopia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que nós precisamos é uma quebra de padrões dentro da sociedade, aceitando que, certas coisas não precisam ser separadas e rotuladas para serem vestidas e usadas.

      Excluir
  3. Quando eu entro numa loja eu começo a olhar tudo vou nas roupas feminina, masculina, gosto muito de pesquisar, pra mim não há necessidade dessa divisão de gênero, pra mim é mesma coisa, gosto de conhecer os estilos das roupas mesmo que sejam as roupas masculinas, bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podia estar tudo junto né? em uma divisão. Os manequins espalhados pela loja e cada um com um look diferente para inspirar na hora de comprar

      Excluir
  4. Respeito quem nao liga para a divisão. Mas tem casos que não fica muito legal, como um homem de legging por exemplo. Acho estranho. Mas cada um cada um.

    ResponderExcluir
  5. Procuro roupas para o meu gênero, mas acho que é preciso quebrar barreiras e fico feliz com os avanços que a sociedade vem tomando nesse sentido.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post e o assunto que você trouxe pra discutir.
    Concordo que tem que quebrar as barreiras e sei como isso é importante , mas mesmo assim ainda sempre compro roupas para o meu genero.

    beijos
    maisumbeijo.com

    ResponderExcluir
  7. oi!
    A moda esta constantemente se renovando, hoje em dia não existe isso de peça masculina ou feminina. Você usa o que gosta e te faz bem :D
    bjo

    ResponderExcluir
  8. eu sou fã de um cantor chamado Bill Kaulitz do Tokio Hotel, que ama moda e ele diz que não liga pro gênero da roupa, usa o que ele gostar, seja uma calça, um sapato, ele não é feminino mas ele usa diversas roupas e não se interessa em saber o que é pra quem. é importante discutir esse assunto.

    ResponderExcluir
  9. A discussão sobre gênero, seja qual for o segmento, sempre é válida! É preciso quebrar alguns pré-conceitos, ser aberto, mas respeitando todas as opiniões!! Ótimo post. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Amei demais o modo como você falou a respeito desse assunto, bem explicado e debatido e não acho que deva existir uma divisão de gênero na roupa, com o passar dos anos começou a crescer uma liberdade maior nas pessoas de se vestir da forma q quiser, porem muitas ainda acabam evitando de se vestir dessa forma, pois podem acabar sofrendo alguns preconceitos ou serem vistas de forma perjorativa, então acho que seria sim uma barreira a ser quebrada, e espero q seja da melhor forma possível, através do respeito a todas as opiniões, portanto que nao sejam ofensivas e com o debate, pois só assim conseguiremos realmente evoluir. Bjs !

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    Que tema maravilhoso para ser discutido em seu blog, algo mais do que necessário e que ainda é pouco abordado. Confesso que me sinto receosa em frequentar a sessão masculina nas lojas, não por achar errado, mas por ver o olhar acusador das pessoas. Sou fissurada em camisetas de jogos, heróis e tudo mais, e não poder usá-las porque estão na sessão masculina é desanimador. Sei que preciso melhorar esse lado e parar de me importar, mas essa acusação das pessoas, causa medo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Um tema muito bacana para ser discutido nos dias de hoje, em que a questão do gênero é muito abordado. O texto é muito bem escrito.

    ResponderExcluir
  13. Acho que hoje em dia ninguém é de ninguém e que a moda virou meio que universal, eu adoro marcas que abordam este tema e a foto do Jaden é bem propicia já que o mesmo desfilou com roupas que tecnicamente são dadas como "femininas" . Arrasou no tema!

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Eu gosto da maneira que eles dividem durante os desfiles, acho bem interessante. Embora a moda tenha um lado universal, também existe muito de suas particularidades. Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olha, eu concordo que tenha divisão sim. Estudei moda e uma das matérias que estudei foi modelagem, dentro da modelagem estudei a feminina e a masculina. Sabe pq? Pq nossos corpos são diferentes. Uma peça que foi feita pra ambos não vai ficar bem nem no homem nem na mulher. Claro que depende da peça tbm. Eu já comprei camisetas masculinas pra mim, porem, mesmo sendo o tamanho menor não me caiu tão bem quanto uma feminina. Não sei se consegui me expressar muito bem. hahahahha'
    Enfim, temos corpos diferentes entre as mulheres e nem sempre as peças ficam bem na gente pq não foi feito pro nosso ''tipo de corpo''. Acho que segue esse mesmo raciocínio.

    Beeijos.
    Mayara Drumond.

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bem? Que interessante. Realmente a maneira de nos vestir mostra muito sobre nós. Seja rebelde, introvertido, cheio de si, sempre passamos uma mensagem com nossas roupas. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  18. Eu serei bem sincera :) Acho uma discussão super válida e vemos que algumas marcas estão levando um pouco mais a serio esse assunto e criando coleções sem genero. Mas confesso que não me incomoda essa divisão :) já comprei peças masculinas e também não fiquei incomodada de visitar a sessão deles para procurar roupa :) Mas também acho que isso muda de pessoa para pessoa.

    ResponderExcluir
  19. Nunca tinha percebido isso, mas realmente quando entro em uma loja vou direto em busca a sessão feminina, é algo automático. Esse tema que você abordou é um assunto bem interessante, mas não me incomodo com essa divisão dentro das lojas. A moda está mudando sempre e isso é ótimo, mas acho que nosso país ainda é muito conservador a ponto de unificar a moda dessa forma, seria mto bom, mas acredito ser uma realidade distante, há muito preconceito, principalmente por conta da religião e o povo mais antigo.
    Bjs, Adriane Melo

    ResponderExcluir
  20. Oi
    Adorei o seu post,para mim foi útil sim e bastante interessante.no mundo que vivemos a gente se veste da maneira que sentimos bem,temos mais é que quebrar barreiras,parabéns post ótimo,bjs.

    ResponderExcluir
  21. Olha, eu sou um meio termo.
    Não olho somente a sessão feminina (até porque as blusas esportivas masculinas são normalmente mais bonitas), mas ainda busco mais referências em peças com gênero.
    Acho que é tudo uma questão de acostumarmos e adaptarmos nossa visão ao novo conceito e não vejo o menor problema nisso.

    ResponderExcluir
  22. Ultimamente, não tenho me importado muito com o genero, depois de certa idade, me preocupo mais com conforto do que com beleza, e vamos combinar que a ''masculinas'' são confortáveis e até mais estilosas...

    ResponderExcluir
  23. Caraca! tu escreve muito bem, escreve mais artigos haha eu adorei, eu gosto do jeitinho que tu escreve, tudo super claro.
    E realmente, a moda atualmente é a moda da rua, cada um faz a sua moda.
    www.mundodasmulheresbrasil.com/

    ResponderExcluir
  24. Acredito que a moda seja uma representação cultural do que se apresenta no nosso momento histórico, sendo assim, faz todo sentido haver uma discussão sobre gênero na moda já que estamos tendo também essa discussão em nosso cotidiano.

    ResponderExcluir
  25. olá , tudo bem ? Gostei bastante da maneira que você abordou o assunto , eu não sigo a rica as tendencias , tenho meu próprio gosto ou personalidade. Acredito que a a foto é apenas ilustrativa porque tem peças que são adequadas para apenas um gênero como a legging.

    ResponderExcluir
  26. Eu curto esse tipo de assunto, porem não sigo a moda....kkk...Sigo o que me cai bem e me faz sentir bem...rs...Mas, tenho que ficar por dentro das tendencias né...rss...Sucesso...

    www.maquiagemsimplesdiaenoite.com

    ResponderExcluir
  27. Mesmo sem concordar com esse assunto, gostei muito da sua abordagem e sua escrita incrível. Parabéns Nat! Um beijo <3

    http://www.espelhodoreino.tk/

    ResponderExcluir